Presidente inaugura "alavancas" do futuro

  • PDF

presidenteO Presidente da República, José Eduardo dos Santos, inaugurou ontem, na província de Benguela, o Aeroporto Internacional da Catumbela, com capacidade para atender 2,2 milhões de passageiros por ano.

A estrutura ocupa uma área de 13.500 metros quadrados, num edifício de três andares, com 16 balcões de check-in, 18 balcões do Serviço de Migração e Estrangeiros (SME), entre os quais dez no embarque e oito no desembarque e modernos equipamentos de navegação aérea.

O aeroporto tem seis portas para o embarque, três para o desembarque e uma área protocolar. No Aeroporto Internacional da Catumbela, o embarque e desembarque de passageiros são feitos através de duas mangas com capacidade para atender quatro aeronaves ao mesmo tempo.

Na área de embarque há uma sala executiva para acomodar 100 passageiros VIP, 30 espaços comerciais para lojas, restaurantes, cafetarias, agências de viagens e outras.

Para o conforto dos passageiros e funcionalidade do aeroporto estão disponíveis dois tapetes rolantes para a recolha de bagagem e que podem atender duas aeronaves de grande porte em simultâneo e quatro de médio porte.

A zona de movimento aéreo, com uma área de 131 mil metros quadrados, tem disponíveis 14 vagas para o estacionamento de aviões de grande porte, como o boeing 747-400. Foi também feito o reforço de todo o pavimento dos 3.600 metros de cumprimento da pista existente e melhorada a sua iluminação.

Do lado exterior do aeroporto foi construído um parque de estacionamento com capacidade para 230 veículos ligeiros, 80 táxis ou carros de aluguer, dez autocarros e três camiões de bombeiros. Está equipado com sistemas de videovigilância e ar condicionado, alimentado por quatro sistemas de tratamento e purificação do ar. O aeroporto tem nas suas infra-estruturas redes de água potável, pluviais e residuais e um sistema de distribuição de energia eléctrica e uma rede de fibra óptica de 23 quilómetros para as telecomunicações. Nas próximas fases do projecto vão ser construídos o edifício da administração do aeroporto, instalações para gestão e operações, expansão da central térmica, armazéns, posto de abastecimento e depósitos de combustível, hotel do aeroporto, hangar de manutenção e um terminal de carga.

A estrutura criou 680 postos de trabalho, dos quais 570 ocupados por angolanos e os restantes por técnicos estrangeiros.

O ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás, considerou que a construção do Aeroporto Internacional da Catumbela faz parte da estratégia do Executivo para o desenvolvimento aeroportuário do país.

Nova estação ferroviária

Ainda ontem, foi inaugurada a estação central dos Caminhos-de-Ferro de Benguela (CFB), localizada na cidade do Lobito, em cerimónia presidida pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

A estação tem salas de embarque, gabinetes de serviço e escritórios e cais de desembarque de passageiros com capacidade para o estacionamento, em simultâneo, de seis composições de comboios.

O CFB, com uma extensão de 1.344 quilómetros, tem actualmente 67 estações e atravessa as províncias de Benguela, Huambo, Bié e Moxico. Conta com cinco comboios de passageiros, com 12 carruagens cada, e uma composição para mercadorias dotada de vagões para contentores, plataformas e cisternas para combustíveis.

Integram o CFB os ramais para o Porto do Lobito, com 7,08 quilómetros de extensão, para a cidade de Benguela, com 27,3 quilómetros, e uma linha dupla entre o Lobito e o aeroporto, com 19,55 quilómetros.

 

Fonte: Jornal de Angola, 28 de Agosto de 2012


Voltar

Autenticação

Idiomas / Translator

Links

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária